Introdução ao Zend Framework

 Conhecendo o Zend Framework

appendix

 Referência do Zend Framework


  • Zend_Gdata
  • Zend_Http
  • Zend_InfoCard
  • Zend_Json
  • Zend_Layout
  • Zend_Ldap
  • Zend_Loader
  • Zend_Locale
  • Zend_Log
  • Zend_Mail
  • Zend_Markup
  • Zend_Measure
  • Zend_Memory
  • Zend_Mime
  • Zend_Navigation
  • Zend_Oauth
  • Zend_OpenId
  • Zend_Paginator
  • Zend_Pdf
  • Zend_ProgressBar
  • Zend_Queue
  • Zend_Reflection
  • Zend_Registry
  • Zend_Rest

  • Zend_Search_Lucene
  • Zend_Serializer
  • Zend_Server
  • Zend_Service
  • Zend_Session
  • Zend_Soap
  • Zend_Tag
  • Zend_Test
  • Zend_Text
  • Zend_TimeSync
  • Zend_Tool
  • Zend_Tool_Framework
  • Zend_Tool_Project
  • Zend_Translate
  • Zend_Uri
  • Zend_Validate
  • Zend_Version
  • Zend_View
  • Zend_Wildfire
  • Zend_XmlRpc
  • ZendX_Console_Process_Unix
  • ZendX_JQuery
  • Translation 12.2% Update 2011-11-16 - Revision 24447 - Version ZF 1.11.x

    Capítulo 3. Guia Rápido do Zend Framework

    3.1. Introdução ao Zend Framework e ao MVC

    3.1.1. Zend Framework

    Zend Framework é um framework para aplicações Web orientado a objetos e de código aberto para PHP 5. Zend Framework é geralmente chamado de "biblioteca de componentes", porque tem muitos componentes fracamente acoplados que você pode usar de forma mais ou menos independente. Mas o Zend Framework também fornece uma avançada implementação Model-View-Controller (MVC) que pode ser usada para estabelecer uma estrutura básica para seus aplicativos Zend Framework. Uma lista completa dos componentes do Zend Framework, juntamente com uma breve descrição pode ser encontrada na visão geral dos componentes. Este Início Rápido irá apresentá-lo a alguns dos componentes do Zend Framework mais comumente usados, incluindo Zend_Controller, Zend_Layout, Zend_Config, Zend_Db, Zend_Db_Table, Zend_Registry juntamente com alguns assistentes de visualização.

    Usando esses componentes, vamos construir um simples aplicativo de livro de visitas movido a banco de dados em poucos minutos. O código fonte completo para esta aplicação está disponível nos seguintes arquivos:

    3.1.2. Model-View-Controller

    Então o que é exatamente este padrão MVC que todos estão falando, e por que você deveria se preocupar? MVC é muito mais do que apenas uma sigla de três letras (TLA), que você pode sacar sempre que quiser parecer esperto, tornou-se parte de uma norma nos projetos de aplicações Web modernas. E por uma boa razão. A maioria do código de aplicações Web está sob uma das três categorias seguintes: apresentação, lógica de negócios e acesso aos dados. Nos modelos do padrão MVC esta separação relaciona-se bem. O resultado final é que seu código de apresentação pode ser consolidado em uma parte de sua aplicação com sua lógica de negócio em outra parte e seu código de acesso aos dados também em outra. Muitos desenvolvedores descobriram que essa separação bem definida é indispensável para manter seus códigos organizados, especialmente quando mais do que um desenvolvedor está trabalhando em uma mesma aplicação.

    [Nota] Mais Informações

    Vamos decompor o padrão e dar um olhada nas peças individuais:

    • Model - Esta é a parte de sua aplicação que define sua funcionalidade básica por trás de um conjunto de abstrações. Rotinas de acesso a dados e alguma lógica de negócio podem ser definidos no modelo.

    • View - Apresentações definem exatamente o que será apresentado ao usuário. Geralmente os controladores passam os dados para cada apresentação interpretá-los em algum formato. Apresentações também coletam frequentemente os dados do usuário. É aqui que você provavelmente encontrará a marcação HTML nas suas aplicações MVC.

    • Controller - Controladores vinculam todo o padrão em um conjunto. Eles manipulam modelos, decidem qual apresentação será exibida baseados em solicitações do usuário e em outros fatores, repassam os dados que cada apresentação necessita, ou transfere completamente o controle para outro controlador. A maioria dos especialistas em MVC recomendam manter os controladores o mais simples possível.

    Claro que há mais a ser dito sobre esse padrão fundamental, mas isso deve dar-lhe conhecimento suficiente para entender a aplicação de livro de visitas que vamos construir.

    digg delicious meneame google twitter technorati facebook

    Comments

    Loading...